Forum Fechado de RPG Saint Seiya. Só para convidados.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Luanny de Gemeos
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Sab Set 26, 2015 2:35 pm


- Tá bom sua Medrosa! Eu levo! Fica cuidando da Sua amiga aí! Eu aproveito e informo a Mestra Adhara do acontecido, assim vocês duas podem pensar juntas!


Luanny pega o Escaravelho  no pano com o mesmo cuidado que Anya teve e vai rapidamente para as escadaria rumo a 12ª casa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Sab Set 26, 2015 3:00 pm

Luna parecia definitivamente confusa ao ver a hesitação da amiga em fazer algo tão simples, mas preferiu esperar a geminiana sair do templo para que pudesse entender melhor.

-Aconteceu alguma coisa?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 3:45 pm

Anya entregava o "embrulho" com cuidado para Luanny, sem esconder seu alívio. Mas ainda dava justificativas;

- Não é questão de medo... Eu não posso subir, e você sabe. Só, por favor, só entregue e fim, ok? Qualquer coisa, eu falo com ele amanhã ou depois.

Ela assistiu agora com um pouco de receio Luanny sair de sua casa. Rezava pela discrição da amiga. Talvez fosse melhor ela rezar de verdade.

Luna a trouxera de volta ao mundo real, e Anya suspirou internamente em alívio; pelo visto, ela não estava usando sua telepatia


- Aconteceram várias coisas... Então, você vai ter que ser um pouco mais específica, Luna... - Anya rezava para ela não estar perguntando sobre por que Luanny a chamar de medrosa.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 4:14 pm

-Conte-me o que aconteceu desde que eu saí em missão. Você foi designada para uma missão também, certo? - Perguntou Luna. A sagitariana parecia constrangida sobre algo, mas é claro que não iria forçá-la a dizer nada. Tinham muitas coisas para resolver, e nenhuma noção de quanto tempo teriam para isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 5:59 pm


- Anh... É complicado. - Anya coçou a cabeça, aliviada que aquela seria a única explicação que teria de dar.

Ela começou do começo; suas suspeitas sobre o real motivo de Kaná ter partido numa hora tão complicada, o aparecimento de Luanny, a descoberta é antiga relação que elas tinham é como as coisas foram finalmente esclarecidas. Sua decisão de ir à Escócia atrás de respostas, e a decisão de Luanny de ir com ela.

Se adiantou para as descobertas no país, as pedras prisão, o encontro com Khepry, e depois com o general Chrysaor (a carona de moto e depois, em batalha). À chegada à ilha, todas as fotos que tirou e fatos que juntou, apesar de nada muito concreto.

Falou também sobre seu "engano", ao ver diante de si quem ela mais tarde descobrira ser o Dragão Marinho, e confundi-lo com Kaná. Não contou sobre Dimitri. Não que não confiasse em Luna, mas por algum motivo, Anya teve sensação de que aquela informação não era dela para dar. Não naquele momento.

Ela parou m pouco para respirar, antes de contar sobre sua batalha com a pequena comandante e a
determinação da mesma em cumprir seu papel; que Anya revelou ser roubar o arco de Quíron.

Contou sobre como quase fora soterrada, e como Sagitário lhe salvará a vida, à custa de muitos danos a armadura. É por isso, ela pediu desculpas à Luna. Por fim, contou como Heike viera ao resgate delas.

- O problema é que nós não estávamos em missão oficial. - Anya deixará aquele "detalhe" por último - Siryus arranjou para que tivéssemos um pretexto para saírmos, mas os resultados foram catastróficos. Como resultado, estou confinada à minha casa, e Luanny deverá lecionar os órfãos. - ela deu de ombros para as punições, não era aquilo que a preocupava - Ao menos, terei bastante tempo para tentar resolver o problema do arco. Mas... Para ser sincera... O que está me matando por dentro são vergonha e frustração. - Anya admitiu por fim, num tom de quem pede desculpas - Isto está me fazendo perder o juízo, e agir como uma tola...



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 6:31 pm

Durante toda a explicação, Luna acenou com a cabeça sem se pronunciar, dando liberdade para que a outra amazona dourada pudesse se expressar da melhor forma possível.

-É inevitável agir como tola depois de se passar pelo o que você acabou de me contar. Pessoas como nós, que colocamos uma parte tão grande da nossa vida ligada ao conhecimento, quando somos pegas de surpresa e no escuro, mesmo depois de tanto estudo, é atordoante. - Pegando uma das mãos da amiga, Luna focou sua atenção nela, evitando contato visual. - O que podemos fazer nesse tipo de situação, é não perder tempo e nos concentrarmos no que podemos fazer e ajudar. O que nos trás certeza ao invés de mais dúvidas.

A lemuriana ficou mais alguns segundos olhando para a mão da amiga, e por fim a soltou, apoiando-se na parede mais próxima para se levantar, tentando controlar o pequeno gemido de dor inevitável.

-Vou preparar minhas ferramentas para poder começar a restauração da sua armadura. Onde ela está?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 6:57 pm

- Nem me fale em atordoamento... - Anya balançou a cabeça - Ela está log... - e então, ela percebeu o que estava acontecendo - A minha mão estará na sua cabeça em breve se você sequer cogitar começar a trabalhar. - ela reprimiu de forma quase assassina o intenção de movimento de Luna - Você vai descansar e se recuperar, nem que eu tenha que te amarrar nessa cama. E você não me provoque. - Anya ameaçou - Já tive o suficiente de imprevistos por uma vida.

Fora a vez da sagitariana se levantar, esticando as costas.

- Pelo tempo que elas estão em silêncio, provavelmente as meninas vão trazer algo para você comer em breve. Me faça um favor; coma e durma. Sagitário pode esperar; ela é mais durona do que aparenta.

O tom de voz de Anya não dava margem para ser contestado.

- Tem mais alguma coisa que você queira me perguntar? Afinal, você subiu até aqui, mas quem falou sem parar, no fim das contas, fui eu...


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Set 27, 2015 9:52 pm

-Anya, eu preciso fazer alguma coisa de útil. - O tom de voz de Luna não estava alterado, mas era perceptível uma inquietude pouco comum na amazona.

-Eu participei de toda aquela missão, consegui todas aquelas informações para descobrir que não sei o suficiente para poder ajudar a proteger o Santuário. Enquanto eu continuar parada, só ajudo o Santuário a ficar mais e mais vulnerável. Sem falar no fato de ser inevitável a participação do Aegis nessa guerra e...- Não conseguindo achar um final para seu discurso, Luna suspira. Muitos pensamentos em conflito e nenhuma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luanny de Gemeos
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Seg Set 28, 2015 6:29 pm

Enquanto Luna conversa, Anya vê que Luanny voltava, e não estava sozinha...


- Voltei! E olha quem veio comigo!!!

Ao lado dela estava Syrius, vestido num terno bem alinhado e com um ramo de rosas nas mãos. Luanny dá uma leva cotovelada no pisciano que vai até Anya logo depois.



- Eu soube que se esforçaram muito nessa viagem então trouxe isso para você, são do meu jardim pessoal, espero que goste...

por trás dele, Anya vê Luanny piscando o olho fazendo um sinal de positivo! mais atrás Adhara vem chegando com uma pilha de coisas e logo é auxiliada pelas Gemeas que pegam tudo, agora ela se aproxima do resto do grupo.

- São realmente Belas rosas, deveria se sentir lisongeada Anya, Não veja o Syrius entregar rosas lindas assim a ninguém.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Set 30, 2015 8:31 am

- Você quer fazer algo útil? – Anya perguntou, enrolando seu cabelo no coque desleixado que Luanny tanto detestava - Se recupere logo. Não quero você desmaiando em cima de Quíron no meio do trabalho; ele não aguentaria mais danos. – ela não queria ser insensível, mas Luna tinha a tendência a ouvir apenas o lado prático das coisas.

Ela ia continuar brigando com Luna, quando uma pequena comitiva entrou em seus aposentos; Luanny vinha a frente, introduzindo mais alguém. E a próxima coisa que Anya sabia era que Siryus estava diante dela, de terno, com um singelo buque em mãos.

Ela estava alucinando ainda de seus ferimentos, ou realmente ela estava enxergando uma aura de pétalas de rosas ao redor dele?

Os lábios do pisciano se moviam, mas Anya não ouvira bem o que ele dizia. Por outro lado ela tinha plena consciência de que não fazia mais de uma hora, ela passara pelo episódio mais vexatório de sua vida. E agora ele estava no quarto dela, de terno. Ela estava com um simples vestido branco. Descalça. Seus cabelos presos num coque nada digno, e um cacho ainda molhado estava dependurado diante de um de seus olhos.

Aquele estava se desenrolando para ser o segundo episódio mais vexatório de sua vida. E dessa vez, ela ainda teria uma plateia! Ela podia sentir o rosto enrubescer. Só rezava para não estar tão vermelha quando se sentia.

Ela olhou diretamente para Luanny, e a frase EU-VOU-TE-MATAR podia ser lida em seus furiosos olhos azuis.

Quando Adhara entrou atrás dele, falando qualquer coisa sobre gratidão, Anya percebeu que já faziam exatos um minuto e meio que Siryus estava na frente dela, em pé, segurando um buque de flores.

Ok, aquilo era um front de batalha. Melhor seria pensar assim. Isso ajudou Anya a voltar a respirar; seu orgulho já havia sido pisoteado o suficiente naquele dia;

- Obrigada; elas são lindas mesmo.- Anya aceitou as rosas, talvez um pouco depressa demais, e se deixou observa-las por um instante, enquanto pensava no que fazer com elas. Emilia! Sim, Emilia saberia o que fazer.

Como que sumonada pelo desespero da mestra, Emilia surgia nos aposentos;

- Quantas visitas ilustres!- ela sorriu e abriu um sorriso ainda maior ao ver o pequeno arranjo, mas deve ter reconhecido o pânico em Anya, pois não teceu maiores comentários, apenas recolheu o pequeno presente com cuidado - Flores tão belas merecem um trono à altura... Vou providenciar algum conforto para elas, e para todos vocês.

- Obrigada, EMilia. - Anya agradeceu em pensamento outras mil vezes, voltando lentamente a pensar - Bom... acho que você não tem mais desculpas, nem necessidades, para buscar ferramentas. – ela olhou de forma vitoriosa para Luna - Peço desculpas por faze-los vir até aqui. – ela se voltou para os agora seus convidados, evitando olhar para Siryus, assumindo aos poucos a clareza de pensar - Então, o que temos? – ela voltava ao tom prático.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sunao De Corvo
Cavaleiro de Prata
Cavaleiro de Prata
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Set 30, 2015 10:50 pm

- Guarde seu ímpeto Anya - a Voz firme de Adhara surgiu logo atrás de syrius - Temos muito a discutir. Em especial,algumas certas ações bem graves.
- Eu a autorizei. - -  Syrius se manteve entre Adhara e Anya  -
- Não Creio!  - A amazona de aquário ajeitou os óculos sobre o nariz - Syrius, foi você mesmo quem sugeriu ao grande mestre que era melhor ninguém sair!
- Havia uma razão  - ele sorriu para Adhara - Da mesmo forma com a qual você se ausentou para cuidar de alguém importante,ela fez o mesmo! ou vai me dizer que esforçar-se por um ente querido não é válido?

Ela encarou syrius séria por alguns instante e então passou por ele - Vamos começar a reunião - ela suspirou deixando o ar sair resignada - Tomei a liberdade de chamar Han Fá para esta reunião. vocês três estão uma vergonha.ao final disto quero saber quem foi capaz de ferir vocês tão seriamente que até seus espíritos estão abalados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Set 30, 2015 11:34 pm

Luna teve a decência de se constranger um pouco diante das palavras da amazona de aquário. Não costumava se deixar perder o controle das suas emoções daquela forma tão aberta e vulnerável. Se sentia tão mais velha e experiente devido a sua postura e conhecimento, mas diante de Adhara, o peso da inexperiência era bem mais difícil de ignorar. Ainda conhecia mais o mundo em teoria do que a prática em si.



Saindo do transe de vergonha, Luna parou temporariamente de sentir sua mediocridade para focar no que realmente era importante. Toda e qualquer decisão tomada entre os cavaleiros de ouro ditaria a preparação de seus subordinados para enfrentar nas melhores condições as tropas inimigas. Então, novamente, contou o mesmo que dissera a Anya. Sobre a cidade queimada e o escaravelho dourado. Sobre suas suspeitas sobre Khepra e todas as informações que haviam sido passadas por Anya. Aproveitara que estava no embalo e disse tudo o que havia sido concluído na conversa anterior, assim, quando a sagitariana fosse se pronunciar, apenas precisaria se preocupar com mais detalhes e complementar o que Luna deixara passar.


-Se eu tivesse continuado naquela luta até o fim, provavelmente não teria sobrevivido e o Santuário teria a baixa de não somente uma amazona de ouro, como também da responsável pela restauração das armaduras. Como podem ver, eu ainda estou me recuperando dos meus ferimentos, cheguei a apenas algumas horas atrás, mas isso não é importante. O importante é que cada segundo que perdemos com problemas secundários tiramos a nossa atenção do que mais é importante: A preparação do Santuário.



-Nós temos muitos cavaleiros novos, inexperientes. Mesmo com esses ataques ainda não foi tomada nenhuma providência para impedir que o despreparo dos nossos subordinados os deixe mais vulneráveis aos inimigos. Precisamos de um plano de ataque. Precisamos convocar a Reunião Dourada urgentemente, e parar de perder tempo.

O peso de estar em uma posição de liderança como essa estava obviamente aparecendo na postura rígida da ariana. Quando falara dos cavaleiros inexperientes, estava se incluindo. Uma decisão errada e isso custaria não somente a sua vida, como a de vários outros cavaleiros e amazonas que estavam prontos para segui-la sem questionamento. Não conseguiria descansar, ou se recuperar de fato enquanto não tivesse certeza de que o Santuário estava preparado para o que viria a seguir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fá de Virgem
Cavaleiro de Ouro
Cavaleiro de Ouro
avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qui Out 01, 2015 12:02 am

-Tem de fato razão, Irmã Luna.



*Ele chegou a casa de Sagitário aflito. Já tinha visto o estado da amazona de Áries naquele dia, durante o teste de Aegis. O fato é que o Santo de Virgem ficara preocupado com os ferimentos de suas irmãs e irmãos. Sabia ele que a batalha maior estava por vir e sabia que o que havia sido dito era importante. Luna de fato tinha razão, precisavam se armar.

Mas, havia algo ainda mais importante em voga:*


- Alicerce fraco não sustenta casa, Irmãos. Aqui, Irmã Luna, deixe-me ajudá-la primeiro.

*O cosmo do monge começou a se elevar e ele uniu seus dedos médio e indicador da mão direita, erguendo-a á altura do peito.



Com a mão esquerda, se aproximou de Luna e tocou levemente o meio de seu torso, dizendo:*


- Qian Chi: Hīringu!


*Aquilo foi o bastante para Luna imediatamente começar a sentir seus ferimentos se curando e então, ela se lembrou que já vira o monge fazer o mesmo com Sunao, logo após tê-lo identificado como espectro. Ele havia reestabelecido completamente o Corvo, e agora fazia o mesmo com ela. Fá manteve o toque em Luna até que seus ferimentos estivessem plenamente curados e então, se voltou para Anya, com a mesma intenção. Fosse o que fosse que tinham que discutir na reunião dourada, podia ser com todos os cavaleiros reestabelecidos. Na verdade, tinha que ser assim. Fá não estava aflito com os Deuses Egípcios. O que o preocupava era muito maior.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luanny de Gemeos
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qui Out 01, 2015 12:27 am


- Reunião Dourada? O que é isso?

Uma voz que parecia estar com a boca cheia se aproxima é quando todos percebem que Luanny tinha sumido assim que entrou na casa de Sagitário. Quando olharam Lá vinha ela segurando uma tigela de Biscoitos e comendo. Tinha farelo na boca e uma cara de pirralha gulosa.

- O que foi gente? Amazona nova, eu não sei o que é esse negócio de reunião dourada. E então Luna? Qual dos Netereus quebrou a sua cara?

Ela passou todo o tempo na cozinha, certamente comendo todos os biscoitos que Ellise fez para ela durante o tempo de sua viagem....


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qui Out 01, 2015 1:49 am

Surpresa pela técnica curativa do virginiano efetiva, Luna parou por um momento para endireitar sua coluna e respirar fundo sem medo de causar nenhuma pressão em seus pulmões.
Passara as últimas horas daquele dia não conseguindo respirar direito e o fato de agora, tão facilmente, ter a capacidade de respirar plenamente suavizou por alguns segundos a expressão facial da dourada, formando um sorriso simples e contente. Logo em seguida se levantou e lembrou-se de onde estava, e o melhor, com quem estava.

Voltando a ter uma postura rígida, Luna se curvou em agradecimento a Fá.

-Obrigada por me livrar dos meus ferimentos. Graças a você poderei voltar imediatamente às minhas funções.

Virando-se para a amazona de gêmeos, Luna fez contato visual direto, sempre com a intenção de verificar se toda a informação que iria despejar na morena fosse devidamente absorvida.

-Eu lutei contra Khepri... Mas sua dúvida é muito importante, Luanny. Como bem sabe, Athena possui 12 cavaleiros de ouro, que além de serem seus guerreiros mais poderosos, são responsáveis por várias áreas e funções específicas do Santuário. Porém, a principal que é dividida por todos nós é a de generais, coordenando os outros cavaleiros em batalha e também garantindo a proteção do Santuário de tal forma que os inimigos sequer consigam chegar às doze casas. Toda vez que há um problema a nível de guerra, é organizada a:

Reunião Dourada

-Normalmente, ela é ordenada pelo Grande Mestre ou a própria Athena, mas tenho certeza que não haverá oposição para convocarmos uma de imediato. Veja, no caso dela, como um conselho de guerra. O que for decidido dentro dela, será executado em todo o Santuário.

Luna fez questão de desenvolver a explicação mais completa possível. As Reuniões Douradas não são muito comuns, então nenhuma oportunidade deveria ser perdida. Luanny deveria saber exatamente o que aconteceria em uma e quão importante seria a sua participação nela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sunao De Corvo
Cavaleiro de Prata
Cavaleiro de Prata
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Out 04, 2015 10:32 pm

....Kephri... - syrius apoiou o queixo sobre o indicador e o polegar - Isto é por demais preocupante... - Ele então virou-se para Adhara:
- Talvez você tenha as respostas para o que precisamos. antes da reunião dourada temos que pensar na pauta. sem contar que estamos sem notícias de Solvité. ele sempre foi responsável quanto a isso.Luna e Anya enfrentaram a mesma entidade em locais diferentes num mesmo momento. mas existem algumas coisas que não se encaixam. em que você pode nos ajudar?


- Acho que não tem muito a acrescentar sobre o que anya disse.


- Eu diria que a questão científica tem muita coisa a ser acrescentada.

- É verdade que foram usados alguns subterfúgios,esta profecia também se estende a um outro manuscrito.porém isso é algo que só o grande mestre pode dizer se decidir fazê-lo.Mas vamos falar da parte científica que está tão confusa que conseguiu ludibriar até mesmo a vasta inteligência de vocês duas:
Para os antigos egípcios tempo e espaço eram inseparáveis e a astronomia era aplicada através da astrologia. Eles contavam o tempo baseados no número 6 e seus múltiplos. Por exemplo: O dia se formava em 24 horas (6x4); o mês em 30 (6x5) dias; o ano em 12 (2x6) meses e o zodíaco contém 12 (2x6) estâncias, eras e signos.



O mais antigo e belo zodíaco já criado encontra-se no templo de Dendera e é visitado por milhares de pessoas que buscam um contato com o conhecimento ancestral nele contido. O espaço se traduz através dos volumes. Para essa tradição o espaço é constituído de seis direções e essas direções são definidas pela forma geométrica que apresenta seis lados iguais, o cubo. O cubo é uma figura formada de seis lados iguais, ou seja, acima e abaixo, anterior e posterior e direita e esquerda. O tempo seria uma unidade organizadora da vida na matéria e o espaço o ambiente onde as formas se revelam e interagem.

Será num espaço assim que Keprhi fará a manifestação de rá a absorverá sua força, mas ainda tem algo nisto que não se encaixa:


“A noite quando se fizer, cairá e será eterna. (- Seria o Grande Eclipse?)
o mal que açoitará o mundo virá das mãos justas e não as corruptas. - Baks está desaparecido.
O sol se apagará e suas doze pontas serão quebradas. - nossa derrota.
Roubada será a lua, e ocultada será as estrelas.  - posso fazer um alusão a Ártemis
Athena deve cair e este mundo deve ser purificado. - algo que não acontecerá.
O mal presságio é para toda a existência.  - isso inclui todos os reinos divinos.
Do paraíso ao submundo, do Olímpio. e tudo sairá das mãos de Athena.
Ela tem em suas mãos os irmãos caçadores, - o conflito em gêmeos
o espírito da sabedoria e heroísmo, Esta são vocês duas.
o olho que tudo vê, - alusão a han fá
a protetora dos caídos,  - A cabeça oca da Doll
e o jovem tirano. -
O cenário está pronto para a queda deste mundo."

Ele fez uma previsão que poderia ser perfeitamente interpretada conosco,mas temos um mundo vasto.por isso consultei meus estudos de Astronomia.
em algumas épocas do ano,o movimento da terra no elíptico favorecem alguns,por exemplo: nesta época: virgem, libra,escorpião e sagitário são os mais favorecidos astrológicamente falando.
ainda não sei ao certo o que estão tramando.

Mas é um fato:
Os sacerdotes conheciam os movimentos dos ciclos dos equinócios e consideravam o início das eras de acordo com a entrada do sol nas casas zodiacais. O término de cada uma delas acontecia quando o sol cumpria o circuito zodiacal.
algumas evidências confirmam a influência dos signos zodiacais na denominação e definição das eras. Alguns autores consideram a Grande Esfinge de Gizé como uma evidência da Era de Leão. Outros vêm no culto ao touro Ápis a 4000ª.C, assim como a palavra “mentu” (touro), agregada aos nomes de faraós como um indicador da era de Touro.Essa era teria terminada com os faraós Mentuhotep do primeiro ao quinto soberano do mesmo nome. Em um templo dedicado a Mentuhotrp. Mentu o touro tem destaque. É curioso observar que nesse templo o faraó é retratado como um ancião e não no esplendor de sua juventude e vigor físico como de costume.

e isso nos leva a figura que ignoramos até agora:
Atom
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luanny de Gemeos
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Ter Out 20, 2015 4:40 am

Luanny que até então estava alheia a tudo, no seu mundinho doce de biscoitos, desperta quando toca o fundo vazio do prato... Só então percebe o silencio que tomava conta de todo o salão, Por um momento ficou calada também esperando que alguém retomasse o raciocínio para que ela pudesse acompanhar finalmente a conversa, mas isso não aconteceu. Então sua impaciência falou mais alto...


- Então... Como nós ficamos?


Uma pergunta totalmente genérica, ela já não fazia ideia em que pé estava o assunto....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Out 25, 2015 7:32 pm

Aton? Anya não conseguiu conter um riso, que se converteu num engasgo em sua garganta.

- Aton foi, literalmente, criado por homens. Numa tentativa de afirmar a superioridade e a proximidade com o divino dos faraós. – Anya sequer precisava buscar por mais informações me sua mente. Aton era praticamente uma nota de rodapé na religião egípcia - Ele foi adorado por cerca de um século, quando um faraó teve o bom senso de banir seus cultos. Não tem como ele ter adquirido uma forma cósmica...

Mas bastou um olhar no semblante sério de Siryus para sua certeza vacilar.

-... tem?

Ela também não precisou se esforçar para saber que, historicamente, deuses esquecidos eram implacáveis quando resolviam tomar o que eles consideravam ser seu. Mas dessa vez, a falta da necessidade do esforço se dava pelo fato dos exemplos serem dolorosamente numerosos.

- Por favor... não me diga que você tem provas de que ele está se erguendo e... – um flash na mente de Anya a fez buscar apoio numa mesa lateral, derrubando alguns livros. Seus olhos variavam entre o costumeiro azul e o luminosos dourado quase que de forma estroboscóbica.

Aton também era a personificação da lua, em sua imagem prateada. Era o disco solar com doze braços, que alcançavam a chave da vida, o Ank. Ele era o masculino e o feminino. O único deus egípcio a não possuir uma forma antropomórfica.

Quíron acendia aquelas informações aleatórias, que não ajudavam a não explicar nada. Era como se o professor estivesse avisando sua aluna para não descartar aquele inimigo em potencial.  Em sua cabeça, ainda ecoava também a última pergunta de Luanny.

- Aparentemente, nós ficamos enrolados até o pescoço... – Anya respondeu se recuperando.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Nov 11, 2015 12:38 am


A única lemuriana presente continuou apenas observando e analisando todas as possibilidades descritas pelos outros defensores das doze casas. Ao mesmo tempo que tinham muita informação, parecia que não havia nada ao mesmo tempo. Metade dos pontos discutidos a sua frente não bastavam de especulação.

-Estamos em uma verdadeira confusão de informações. Imagino que se Amon for realmente nosso oponente, será apenas ele. No período em que foi adorado, todos os outros deuses foram colocados de lado, então acho difícil haver uma união de força entre ele e os deuses egípcios de fato. - Luna chamou novamente a atenção para si.

-Temos muitos outros problemas a serem analisados. Estamos em um momento em que possuímos vários conflitos diferentes que precisaremos lidar praticamente. Os deuses olimpianos continuam a querer derrubar Athena. Definitivamente seria mais fácil derrubar Atlântida e o Santuário, por exemplo, se eles estiverem ocupados demais em uma Guerra Santa para se preparar para invasores estrangeiros. Eu estou tentando conseguir o apoio de Jamiel para o Santuário, mas por razões que não são da pertinência de vocês podemos não ter tanta sorte.

A cabeça de Luna quase começou a rodar só de se lembrar da confusão que deixara para trás em Jamiel. Para qualquer jogador básico de xadrez, ou qualquer outro jogo de estratégia, era fácil identificar que a melhor forma de deixar um oponente frágil era de dispersar sua atenção, desproteger a peça vital, que seria Athena.

-A regra é clara, nós como defesa principal de Athena não podemos deixá-la desprotegida no Santuário, temos que aumentar nossas defesas. Mas precisamos concentrar o nosso foco, achar uma forma de não permitir que todos esses possíveis inimigos nos encurralem e transformem o Santuário de Athena em sua tumba.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sunao De Corvo
Cavaleiro de Prata
Cavaleiro de Prata
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Nov 22, 2015 11:09 pm

- Concordo com você Luna - Syrius assentiu com a cabeça, enquanto tateava a travessa de biscoitos que Luanny recolheu tirando do alcance do cavaleiro,arrancando-lhe uma risada bem humorada - no entanto a situação chegou a um ponto que mesmo estando confusa, acredito que teremos desguarnecer mesmos que um pouco o santuário.

- Mesmo eu tenho que admitir - Adhara fechou o livro com um sensível mal humor - seja lá quem planejou isto tudo fez bem feito. de modo que confundisse até a vocês duas.na reunião nós veremos os pontos a serem analisados e principalmente quem vai para a frente de batalha.tenho a impressão que o Heike não gostar nada disso.

- infelizmente para ele,vai ser uma situação difícil.ele queria muito ir atrás da Sekhmeth,mas tem algo que não parece certo...

- Na hora certa syrius - Adhara o interrompeu bruscamente - Reunião dourada primeiro, especulações depois.pensar demais nesta questão vai deixá-la mais confusa ainda. e depois - ela se virou para as três garotas e para o cavaleiro de virgem que mantenha seu rosto virado a atentamente a dupla - sei bem de suas suspeitas, e partilho de sua opinião.enquanto especulávamos pedi a crío para avisar aos cavaleiros que ainda estão lá embaixo a subirem. esta será uma reunião extra oficial a início mas creio que Athena também deseja

Ao fim do diálogo quando todos concordariam em se preparar, - Fá foi o primeiro a perceber, e logo pôs se a frente do grupo curvando-se e mantendo uma postura servil e ao mesmo tempo protetora. Athena Adentrava ao recinto, emanando um cosmo que até então Anya não tinha visto, assim como Luna o havia sentido uma única vez há muito tempo.
segurando o bácuno em sua mão direita,os olhos de helena estavam mostrando uma coloração suavemente prateada assim como seus cabelos estavam mais escuros. ela fitou o grupo que ali se reunia demorando o olhar em cada um.

- Parece que vocês apressaram-se em marcar com urgência uma reunião - sua voz era calma, não parecia estar aborrecida ou contrariada - Devo oficializar a solicitação de vocês mas a priori,convido-os ao salá do grande mestre para conversarmos conforme sugere a urgência da situação. é a segunda vez que vejo meus cavaleiros feridos.não tolerarei mais nenhuma afronta que venha dos deuses esquecidos.agora eles irão nos enfrentar. e vão compreender o motivo real de minha alcunha como "Deusa da sabedoria." sigam-me.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luanny de Gemeos
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Seg Nov 30, 2015 11:34 am

Quando vê Atena, Luanny se curva seguindo o exemplo de Fan e começa a ouvir a deusa. Ela fala dos feridos mas não menciona Atlantida. A amazona não sabe exatamente o que Anya conversou com Atena, mas se o Alvo era os Neterus, melhor, se ela ficasse na retaguarda melhor ainda! Teria tempo de se preparar para o novo encontro com Dimitri e dessa vez mostraria ao seu irmão a verdade sobre Atena  e a paz na terra, nem que essa verdade viesse junto com seus punhos.


"...e vão compreender o motivo real de minha alcunha como "Deusa da sabedoria." sigam-me."

Luanny se levanta e segue a deusa... A seguiria para qualquer lugar, para sempre...Ela ainda odiava Kaná, mas naquele momento estava grata, se não fosse por ele, Luanny jamais teria conhecido Atena como ela realmente é....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna de Áries
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 12/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Dez 02, 2015 9:58 pm

Arregalando um pouco os olhos com a presença repentina da deusa no que até então era uma reunião informal de troca de informações entre os cavaleiros dourados, Luna se ajoelhou de imediato em respeito a presença de Athena. O convite deu um pouco mais de segurança à ariana, que mesmo com toda aquela discussão entre eles, ninguém havia chegado a nenhuma solução conclusiva. Com a presença do Grande Mestre e de Athena, as chances de uma postura e estratégia a serem definidas eram bem maiores, mesmo que isso aumentasse a pressão paralelamente.

Não sentia mais necessidade de se pronunciar, então ao sinal da deusa, Luna levantou e a seguiu rumo ao salão do Grande Mestre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fá de Virgem
Cavaleiro de Ouro
Cavaleiro de Ouro
avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Ter Dez 08, 2015 8:53 pm

*Agora sim, Fá tinha ficado alarmado, ou melhor dizendo, mais alarmado ainda. Aquelas informações preocupantes batiam com o que o cavaleiro tinha visto na sua busca pelo Dharma do inimigo.

Amon... Isso dizia muita coisa e ao mesmo tempo, não respondia nada. Enquanto o Santo se concentrava para curar a amazona de Sagitário, ele ouvia atentamente as conjecturas dos demais Dourados ali presentes.

Foi então que Anya teve sua visão sobre o inimigo e Fá a amparou quando a amazona se apoiou, se concentrando, concluindo seu Qian Chi e a restaurando por completo.

Ele suspirou e controlou a respiração, mantendo a calma. Desde que voltara de seu transe, desde que tentara localizar o inimigo, ele não descansara devidamente. Mas ele não estava debilitado e nem ferido, então recuperaria o fôlego durante a reunião.

Foi quando o mundo se encheu de luz. As portas do Dharma eterno se abriram e Fá viu uma fissura luminosa preencher a casa de Sagitário. Aquele cosmo profundo, cálido e intenso, fez com que seu corpo se enchesse de alegria.

O Santo de Virgem lutou contra seu ímpeto de abrir os olhos, pois esta era a única existência que ele queria ver. Abrir os olhos para ver Atena.

Sim, Atena tinha chegado e o Cavaleiro de Virgem automaticamente se prostou, curvando seu corpo o máximo que podia para a Deusa. Seus olhos, com as pálpebras trêmulas, acompanharam cada movimento da divindade. E quando ela pediu para ser seguida, não houve hesitação, nem cansaço. Não havia mais necessidade nenhuma dentro do corpo do monge. E nem fora dele.
Estava do lado de sua deusa e se tivesse que morrer um milhão de vezes naquele momento, ele  o faria feliz.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anya de Sagitário
Amazona de Ouro
Amazona de Ouro
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Qua Dez 09, 2015 7:16 pm

Anya sentiu seu corpo se regenerar como que por milagre, sussurrando um agradecimento ao ser amparada por Fan, a quem ela sabia que devia àquela cura.

Syrius e Adhara haviam descoberto algo mais, e a interrupção de sua antiga professora não passou despercebida para Anya. Ela precisava recuperar seu arco, e precisava faze-lo logo. Daria um jeito de arrancar o que precisava saber de Syrius, nem que precisasse pagar outro vexame para isso.

Apenas a ideia de desguarnecer Athena deixava Anya quase doente, e nada tinha a ver com sua condição física. Ela começava a formular outro pensamento quando uma presença massiva, mas que não era nem um pouco opressora.

Aquela quantidade imensa de cosmo não erguia nenhum alerta ou sensação de ameaça em Anya, e seu coração se aqueceu de um jeito que, mesmo sem nunca ter sentido aquela energia antes, ela sabia do que se tratava.

Ou melhor, de quem.

Helena entrava em sua casa, mas seu corpo carregava outra alma, uma muito mais antiga. Muito mais sábia. Mas igualmente querida para ela. Era como se uma parte da alma de Anya ressoasse em harmonia e reconhecimento, e ela sabia que era sua ligação milenar de Saintia com sua deusa.

Ao contrário dos outros, que se prostraram ao chão imediatamente, Anya se posicionou atrás de Athena, mais rápido até mesmo que seu pensamento sempre tão afiado. Ao invés de dobrar o joelho, ela cruzou os braços às suas costas, estufando o peito, em sentido. Curvando sua cabeça apenas levemente, mantendo minimamente a barra do vestido de sua deusa em seu campo de visão.

No meu de todo o caos daquela situação, algo insistia em dançar dentro de Anya, e ela logo reconheceu o sentimento. Ela sentia orgulho. Não por ela, nem mesmo por sua posição. Mas, enquanto ouvia a voz firme e sentia o cosmo absoluto de Athena, um sorriso tentava torcer os lábios de Anya, que não cabia em si ao testemunhar o resplendor de Helena.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   Dom Out 09, 2016 7:02 pm

Passaram-se muito tempo desde que os cavaleiros se reunião de forma organizada. Houveram aqueles que contestaram o Grande Mestre por se manter silencioso durante todo o tempo. A grande verdade é que o Grande Mestre era um excelente estrategista. E hoje o auxiliar, até então silencioso se mostrou o presente estando do lado esquerdo de Atena

Alguns cavaleiros o conheciam  da mesma forma que o repudiavam. Atena estava fora das Doze Casas como os 12 cavaleiros de ouro perfilados a sua frente e cada um dos cavaleiros de ouro com dois cavaleiros de prata atrás de si e quatro cavaleiros de bronze.Desta forma Amazona de sagitário estava perfilado junto com os outros e não ao lado de Atena e um passo atrás como deveria ser, em seu lugar estava o repugnante auxiliar do Grande Mestre, ao qual ano a conhecia muito bem como Cavaleiro de tarântula.



Então toda a tropa silenciou-se, Athena tomou um ar sério. Seus olhos estavam num castanho quase amarelado, pessoa postura nem de longe lembrava a garota dócil independente que saintia se lembrava. Então O Grande Mestre virou-se para a Amazona de gêmeos:


- Alguma notícia do cavaleiro de corvo?

Luanny pisca duas vezes e imediatamente olha para trás, somente Pavel de Órion está atras dela. logo depois ela tenta ver as costas de Han Fan mas não consegue enxergar a Lenneth de Cálice.


*Aquele  idiota estava escondendo mais ferimentos do que aparentava! Há eu vou bater tanto nele!!*

- O Cavaleiro de Corvo retornou com vários ferimentos. Ordenei que ele fosse se recuperar na fonte de Athena antes de fazer o seu relatório de campo.

- Entendo

O Grande mestre voltou seu rosto para o restante das tropas que ali estavam, então do lado esquerdo o auxiliar de grande mestre iniciou:


- Meus nobres guerreiros e defensores da humanidade, hoje esta reunião, não se trata apenas de uma conversa e sim de uma atitude. Athena mesmo sendo uma deusa da sabedoria e das artes bélicas, sabe ser misericordiosa, mas até mesmo, e principalmente ela entende que existem os limites das ações de nossos inimigos. Com a ajuda de todos,a estratégia do Grande mestre se conclui,de forma brilhante com poucas perdas em nossa confraria,mas infelizmente algumas pequenas porém importantes perdas para os vilarejos e pessoas do mundo. contudo, conseguimos impedir muitos dos avanços dos deuses esquecidos e por fim, destruir por completo as portas de entradas desta grande entidade assim autoproclamada por ela a este mundo. no entanto há algo que preciso relatar a cada um de vocês: a batalha será em seus domínios. em seu campo. ainda existem outros mais inimigos para serem esmagados pela força dos cavaleiros de Athena.

E então o auxiliar mostrou um dos punhos em riste reforçando


Até este momento Eles sequer conseguiram nos preocupar, nossos maiores problemas internos foram a amazona de Áries destruir por completo 7 inimigos sozinha e nem se lembrou que haviam mais cavaleiros atrás. Tsc pessoa egoísta!



*uau! esse discurso está tão Atlante que me dá enjoo*

Isso diminuiu a tensão mas não o ímpeto dos cavaleiros, era sabido que os invasores da casa de Áries eram poderosos o suficiente para subjugar muitos cavaleiros ao mesmo tempo,as atenções agora voltaram para Athena que mostrou um olhar de repreensão para o Auxiliar de grande mestre Dando uns passos a frente:


- Ignorando a tentativa frustrada de Procellus de parecer engraçado, o momento é de decisão. Não estou interessada em saber o que Rá ou seja lá quem for, e que acredite ser tenha a dizer, eu o quero erradicado. nenhum vestígio de sua forma neste mundo, nem mesmo lembrança. que eles que se dizem esquecidos permaneçam assim por toda a eternidade! Nós, nesse momento iremos para um lugar conhecido como Duat. O Duat é uma vasta área sob a Terra, ligados à Nun , as águas do abismo primordial, o Duat é o reino do deus Osíris e da residência de outros deuses e seres sobrenaturais. Estes Deuses esquecidos tentaram destruir esta terra, feriram as pessoas a quem jurei proteger, mataram sobre o manto desespero aqueles a quem deveríamos dar esperança ISSO É INACEITÁVEL!



Han Fan descobriu como usar um dos fragmentos do Olho de órus para chegarmos a tal lugar. faremos um ataque em massa. Que todos os outros deuses vejam o que acontece e acontecerá com qualquer um que ousar tentar destruir esta terra!


Luanny queria se engajar no combate, sua primeira missão como Amazona de Atena, mas sua mente não conseguia parar de pensar em Dimitri e no que ele poderia fazer com o Arco de Anya, Junto com a espada.


- Atena, por mais perigosa que seja essa ameaça, o Santuário não pode ficar desprotegido. Quem vai lutar e quem ficará?


Anya entendia a real pergunta pergunta por trás das palavras de Luanny, e se moveu em seu lugar, aguardando pela decisão de Athena. Ela estava duvida entre ir para a batalha, como era condizente com sua posição de força ofensiva, e limpar a própria bagunça.

A deusa moveu sua cabeça em direção a Luanny. Foi como sentir o peso do universo sobre si, mas não por opressão, era simplesmente a presença de Athena como Deusa bélica


- Irão para o Duat seis cavaleiros de ouro:


Sagitário, Gêmeos, Aries, Touro, Virgem e Leão.


Os cavaleiros de prata Órion, Flecha e cães de Caça


e os de Bronze: Cisne, Escudo, Lince e Vulpécula.

O restante protegerão as Doze Casas e tomarão postos de proteção. Tão logo eliminemos os riscos para este mundo, todos os cavaleiros em espera devem atravessar o portal e ir para Duat, conforme a estratégia de Syrius de Peixes.

Anya mordeu o lábio inferior discretamente. Não sabia se se sentia honrada ou preocupada. Honrada por ser considerada digna, mesmo sem sua arma principal. Ou preocupada por possivelmente se tornar um peso para os outros.


- E quando devemos partir, senhora? - Anya perguntou, tanto para se preparar quanto para disfarçar sua inquietude.

Luanny se curva um  pouco para frente até ver Anya, a amazona de Sagitário sente o cosmo da geminiana chegando a sua mente como um tapa na nuca,
"VOCÊ CONTOU PRA ELA?" Ainda falta um pouco de sutileza em seu cosmo.
Athena iria responder a amazona de sagitário quando virou-se para Luanny e logo depois para o fundo onde estavam os cavaleiros de bronze. eles abriam passagem para alguém.


- Perdoe meu atraso senhora - Disse o cavaleiro de corvo ainda visivelmente ferido - Peço-lhe que permita-me ir até o Duat junto com os outros.

A deusa virou-se completamente para o cavaleiro:

- Posso ver daqui que não está totalmente recuperado. Mesmo que me diga que estes ferimentos não são nada. Eu lhe nego seu pedido. Sabe bem que esta é uma batalha da qual não podemos nos dar ao luxo de partir com soberba.


- ............


Partiremos em alguns momentos saintia - ela respondeu logo a seguir. - Percebo tua preocupação. Conversaremos a sós em pouco tempo.


- Por favor, comece os preparativos Fa de virgem.


Anya respirou fundo. Lógico que Athena teria capacidade de somar dois mais dois. Ela começou a cruzar e descruzar os dedos que estavam escondidos atrás do corpo na posição de sentido, numa fracasso de ansiedade. Queria poder falar com ela logo.

Luanny pega Sunao pelo pescoço e sussurra.

- Eu pensei ter mandado você pra fonte! O que está fazendo aqui nesse estado?!?!

Fá a tudo escutou mediante a presença da Deusa que tanto idolatrava. Estava contando que seriam encaminhados a uma tarefa em breve e sabia da condição atual do mundo. Afinal, tivera a visão da entidade que tinha conseguido visualizar no Dharma e com isto, tinha uma preocupação inerente. Mas Fá também sabia que aquela guerra que estavam travando não era a real ameaça. Ele apenas sabia que um mal maior estava por trás de tudo e que o tempo urgia para resolverem o problema que se avultava em sua porta e ter tempo de preparo até a próxima guerra. Com seus olhos fechados, assistiu a intenção de Luanny golpear Anya e ouviu ela dizer as palavras "VOCÊ CONTOU PRA ELA?" Pelo seu Dharma.

Mas aquele não era momento de discutir o que quer que fosse, pois precisavam partir. Assim sendo, Fá empunhou o olho de Hórus em uma de suas mãos e o rosário mala em outra. Então, suspirou profundamente e se concentrando, ele soltou o ar e direcionou o artefato a sua frente. Suspirando novamente, ele passou a entoar palavras no idioma dos egípcios e então, finalmente pôs-se a emanar seu cosmo:


- Ohm! Kholo Ise! Prakat!

Iria demorar um tempo, até os portais se abrirem neste ínterim, Athena deu um passo a frente e com o olhar sério tocou as mãos de Anya depositando uma pequena parcela de seu cosmo. Não dizendo nada e dando um passo a frente se mantendo ás costas de Fa. Então irradiou seu cosmo sobre o cavaleiro potencializando seu cosmo e sua vontade. os portais se abriram mostrando um portão Dourando com uma espécia de relevo lembrando a coroa solar. Prostrada entre os que passaria para dentro do portal, ela apontou seu báculo enquanto os portões abriam e bradou com uma voz firme:


-  Á FRENTE CAVALEIROS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 16: A caminho do Duat - Continuação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SAINT SEIYA AROUSE :: SANTUÁRIO :: Relógio de Fogo :: Casa de Sagitário-
Ir para: