Forum Fechado de RPG Saint Seiya. Só para convidados.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Set 15, 2015 10:53 pm

Quanto tempo tinha se passado? um dia? dois? Uma semana? Um século?!? Andrus perdera a noção de tempo e espaço, tudo que sentiu por muito tempo era o frio ao seu redor, mas por algum motivo seu corpo não acompanhava ou resistia esse frio, muito pelo contrário, ele parecia quente... Como a muito tempo não sentia...

Lentamente seus olhos se abrem....


- Há, você acordou!


Uma garota estava ao seu lado com um leve sorriso.....

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Set 15, 2015 11:21 pm

- Ung...

*A cabeça doía. O corpo um pouco pesado. Seus ossos sentiam-se estriados. Mas ele estava bem. Estava vivo. Mas como? Ele sabia que seu corpo era mais resistente que o normal, e que mesmo uma arma muito poderosa não poderia fazer grandes estragos, mas tinha sido um tiro de tanque. E tinha a queda na água gelada.

Andrus abriu lentamente seus olhos. Olhou a sua volta, tentando ajustar a visão, tentando focar seus olhos. Foi quando uma voz tocou seus ouvidos. Não era o barulho das ondas, não era o estampido dos tiros ou o barulho dos corpos se partindo. Era uma voz. E de uma garota.

Andrus se mexeu. E então se sentou. Ainda não entendia como estava vivo, mas acreditou que quem quer que fosse a garota, não esperara ao lado de seu leito, onde quer que fosse este para  eliminá-lo. Assim, ainda curioso, fitou sua própria mão, tentando entender o que o tinha salvado.



Mas não abaixou sua guarda, os anos trabalhando como assassino haviam lhe ensinado algo. Então, perguntou:*


- Quem é você? E onde estou?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Set 15, 2015 11:30 pm

Andrus percebeu que o ambiente onde estava tinha um tom oriental... Japones. Como um templo. uma mansão antiga que foi restaurada... Era algo que unia Velho e Novo.

A garota respondeu a pergunta.


Marie: - Meu nome é Marie. Você está no Kalosis. uma das maiores bases de operação móvel de toda a Atlantida!

Ela tentava ser explicativa, mas Andrus percebeu que estava enfeitando um pouco....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Set 15, 2015 11:47 pm

*O rapaz ouvia com atenção o que lhe era respondido, mas demorava os olhos à sua volta. Viu a decoração à sua volta, julgou que deveria estar em alguma base camuflada da Groelândia ou mesmo em um barco. Kalosis, ela dissera. Base de operações Móvel. Então era mesmo uma embarcação. Marie, ela dissera. Procurou um crachá que a identificasse ou algum atestado de verdade em suas palavras. Procurou em sua memória o tom de voz utilizado. Aquilo era insegurança, ela afirmava algo, mas fazia rodeios. Estranho, um embuste talvez. Alguém ganhando tempo, alguém buscando respostas. Andrus olhou Marie, analisando.



*Procurou algo que desse algumas pistas de sua idade, inclinação social e etnia, enquanto novamente corria os olhos a sua volta, procurando uma possível saída, mas antes olhou para seu próprio corpo, suas condições e onde estava deitado. De qualquer forma, precisava ganhar tempo, tinha que manter esta garota entretida enquanto buscava uma saída. Ela dissera um nome mitológico, como os que o “Benfeitor” citava. Precisava de respostas. Era hora de entretê-la, e ao mesmo tempo, pensar atentamente no próximo movimento*

- Kalosis. Um barco de Atlântida? A mesma Atlântida de Platão? E "uma das maiores bases" neste caso significa que tem uma das maiores extensões e não a maior importância, correto?

*Ele mexeu a cabeça, como que estalando o pescoço, mas na verdade conferia se ela estava sozinha:*

- E onde exatamente estamos? E se Kalosis é móvel, qual é sua rota, se me for permitido tal conhecimento, Senhorita Marie...

*Andrus começou a fechar os dedos. Iria cerrá-los aos poucos para que ela não percebesse o movimento, até ser tarde demais...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qua Set 16, 2015 12:34 am

Eu não aconselharia isso.

Andrus olha por tras de Marie e encontra o dono da voz


- Não se deixe levar por essa cara de sonsa. Marie é bem esperta e te congelaria antes que tentasse algo.


Marie: - Joseph! o que está fazendo aqui?!? É o meu turno de vigia!


Joseph: - Lady Iridh sentiu o cosmo dele voltando e me mandou para escoltá-lo até ela...


Marie: - Mas que chato! Eu só aceitei ficar vigiando pra ter uma chance de lutar quando ele tentasse fugir!!!


Joseph: - É uma pena mas isso não vai acontecer! e você "Blood Ice" venha comigo, Lady Iridh quer vê-lo!

Novamente... Andrus não percebeu alguém por perto novamente, antes até dormindo ele podia sentir qualquer um se aproximando, em certos momentos era até incomodo, Mas esses dois, alguma coisa estava errada com eles...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qua Set 16, 2015 12:55 am

- Mas o que?

*O ex-assassino não pode conter certa surpresa.  Então, ela previa que ele iria tentar fugir e mesmo assim queria enfrentá-lo? Interessante. E ele havia percebido seu punho fechando, mesmo da porta. Curioso. Mas, quanto ao fato de ser congelado, ele não tinha certeza quanto àquela afirmação. Joseph. Era esse o nome. Eles estavam tranquilos e pareciam ter tudo sobre controle, mesmo parecendo saber quem ele era. Estranho. Deveriam ser as pessoas de quem o “Benfeitor” falara. Pessoas especiais, que dominavam o cosmo. Ele suspirou e abriu o punho, relaxando a mão. E então finalmente disse:*

- Ao que tudo indica, a pessoa mais disposta a me dar respostas é a superior de ambos, a pessoa que você... *Volveu os olhos para Joseph. ... – Chama de Lady Iridh. Terei respostas vindas dela, suponho.

*Andrus volveu os olhos para Marie e então, a examinou atentamente, antes de se levantar e seguir Joseph, ou tomar o rumo indicado por ele. Queria ter certeza de com quem estava lidando. E somente então, se voltou para o rapaz de cabelos brancos e disse:*

- Estou pronto. Leve-me até Lady Iridh.


Última edição por Andrus de Kraken em Qui Set 17, 2015 12:45 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qua Set 16, 2015 8:28 pm



Joseph acena com a mão para Andrus segui-lo. A medida que ele vão caminhando Andrus percebe que era impossível eles estarem em algum tipo de Barco. o Chão e as colunas eram feitas de Pedra, e o lugar era enorme  o teto era aberto em alguns pontos permitindo que o ar gelado cobrisse todo o local.




Joseph: - Você teve sorte sabia? Resolveu ficar a beira da morte justamente no tempo que Lady Iridh sai do Kalosis para observar as terras do ártico. Isso só acontece a cada 50 anos.


Joseph assim como Marie estava sendo amigável. Era difícil saber se era uma encenação ou se eles eram estranhos assim mesmo.

Eles prosseguem até chegar num grande Salão, numa porta mais a frente estava a Dama de Gelo. Joseph em dado momento se vira para o Rapaz.



Joseph: - Então Blood Ice. Você tem algum nome ou passado? Porque você chegou aqui nos Braços de Lady Iridh e ela não tem falado sobre isso desde então. Você deve ser especial pra ela ter se dado ao trabalho.


Joseph continua olhando para Andrus, esperando resposta...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Set 17, 2015 1:15 am

*O salão realmente era impressionante. Um lugar feito de pedras e de gelo. Ele gostou daquilo, condizia com suas habilidades. Andrus começou então a olhar cantos vivos, paredes com terminações retas, quinas a procura de algum sinal de tecnologia. Não era possível que aquilo fosse totalmente pétreo e sem toque de máquinas, por mais poderosa que esta mulher fosse. Ainda assim, ouvia os relatos do rapaz que afirmava sobre a sua sorte. A tal Lady Iridh pelo visto aparecia a cada 50 anos. Seria “Lady Iridh” um cargo ao invés de uma pessoa? Ainda sim, estudou calmamente o rapaz, sem pressa. Seus maneirismos, seus trejeitos. Provavelmente, era muito confiante de sua força e não sabia nada sobre Andrus, por isto tentava ser amigável para descobrir algo. Volveu os olhos para o rapaz então, fitando-o sem expressão, de forma extremamente estoica:*



- Andrus… Meu nome é Andrus.

*Novamente, ele encarou o rapaz de cabelos brancos. Não havia agressividade em seu olhar, assim como não havia agressividade antes quando se preparava para golpear Marie. Era basicamente o que sabia fazer, o que sabia ser: Neutro. Vazio. Como uma balança sem nada nos pratos, Andrus não formava opiniões sem informações.



E também, não dava respostas.*


- Acredito que meu passado convenha à pessoa que me resgatou. Solicitei algumas informações no quarto, mas nem você nem a Senhorita Marie pareceram dispostos a me responder. Portanto, acho que conversarei com esta pessoa e somente com ela, de fato.

*A voz não soou agressiva. Nem mesmo alterada. Era como a constatação de um fato. Ele não sabia nada sobre o pseudossimpático rapaz de cabelos brancos e nem sobre a pseudoexplicativa garota no quarto ao qual acordara. Então para que falar mais? Ainda tinha que entender o ambiente no qual estava e até que isto fosse possível, seria melhor reter tudo, até saber o quanto e a quem podia falar. Esperou que ele indicasse o caminho novamente, e caso não acontecesse, permaneceria parado, até outra explicação ou pergunta.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Set 17, 2015 5:03 am


- hmm... Que pena... Bom pelo menos podemos parar de te chamar "Blood Ice"

Eles andam mais um pouco até chegarem a uma grande porta dupla. Joseph fica ao lado dela gesticulando para que Andrus entrasse. quando o rapaz passou por ele Joseph deu um ultimo aviso...


- Andrus, Eu já ví muitos morrerem porque agiram como tolos. Não seja um tolo...

Após essas palavras as duas portas se fecham.



A sua frente um grande e elegante salão com escadarias estátuas de gelo e um pomposo trono ao fundo, um lugar digno de reis. quando caminha mais um pouco pode ver que alguém está sentado no trono, certamente sua salvadora.


Lady Iridh

- Finalmente acordou mortal. estava me perguntando por quanto tempo mais você ficaria debilitado por um ferimento tão pífio...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Sab Set 26, 2015 11:12 pm

*Andrus olhou para Joseph. E seu olhar foi pétreo, congelado.


Seria mesmo que o rapaz era simpático, ou simplesmente inconsequente? De qualquer forma ele manteve seus olhos pousados no rapaz de cabelos brancos quando este lamentou e disse:*

- Eu não me importo. Se quiser continuar me chamando de Blood Ice, fique a vontade. Posso até mesmo adotar o pseudônimo.

*O ex-assassino volveu os olhos para o trono e ouviu a última recomendação, à qual não respondeu verbalmente, mas assentiu com a cabeça. Sem dizer mais nada, adentrou a sala e caminhou até o trono.



Uma mulher aguardava-o, muito majestosa. Andrus a encarou, mas fitava seu corpo, procurando pontos vulneráveis. Como não os encontrou, apenas aguardou que ela falasse. Quando ela o fez, mostrou desagrado pelo seu tempo inconsciente. E então, o assassino entendeu aquilo como algum tipo de repreensão.



Ele olhou para baixo, como fora educado a fazer quando tratava políticos e respondeu:*


- Peço desculpas por tê-la feito esperar, Lady Iridh, mas não sei se poderia elucidar uma dúvida minha. Perdão pela minha insolência em dirigir-lhe a voz e minha ignorância quanto ao que irei questionar, mas quanto tempo eu estou desacordado? E onde exatamente estamos?*

*Após os questionamentos, seguiu em silêncio, olhando para o solo e para o baixo ventre da mulher, para mantê-la em sua visão periférica, muito embora soubesse que não seria fácil de matá-la se isto se fizesse necessário. Aguardou que ela falasse, enquanto em silêncio tentava entender toda aquela história.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Seg Set 28, 2015 6:15 pm


Tempo demais para alguém com o seu poder!


Andrus olha para o lado e vê uma mulher vestindo um tipo de roupa tipica asiática, completamente branca, um branco apenas comparado a cor da sua pele.



a Mullher se vira para Lady Kamyssa sentada no trono e prossegue a falar.


- Zell, eu disse para receber o rapaz no caso dele entrar antes da minha volta, e não para se passar por mim...

Então a mulher no trono se levanta e começa a rir enquanto brilha , o brilho vai encolhendo até virar um pequeno ponto de luz que se aproxima de Andrus e quando ele vê....



Uma pequena garotinha com asas de gelo está sorrindo para ele indo logo depois para o ombro da Mulher de branco...


- Respondendo a sua segunda pergunta, Aqui é Kalosis a fortaleza Atlante do Oceano Artico.

Ela falou o mesmo que Marie, mas sem florear.


- Agora eu pergunto, porque um jovem Atlante com um cosmo tão poderoso a ponto de chamar minha atenção estava sangrando e congelando no meio da minha costumeira trilha?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qua Set 30, 2015 11:35 pm

*Ao ver mais um embuste, mais uma traquinagem, Andrus já não se surpreendeu. Então era isso. Todos ali estavam dispostos a jogar com ele. Testar sua paciência, ou mesmo sua força. Será que ninguém ali sentia medo? Não o temiam? Longe de se chatear, Andrus achou curioso, mas voltou os olhos para Lady Iridh que entrava. Agora sim, seu olhar não estava agressivo, mas curioso.

Mas aquela informação o acertou em cheio. Atlante? Ele? O que ela queria dizer? Mas ele já entendera que estava em um lugar aonde as respostas viriam com o tempo, já que ninguém se mostrava disposto a lhe prestar informações satisfatórias. Ao invés de questionar sobre ser um atlante, ele simplesmente respondeu a pergunta da mulher, julgando que se ela soubesse o que queria, lhe diria mais sobre o que ele tencionava saber:


- Eu fui atingido por um projétil de 90 milímetros em meu torso Milady, depois de ser perseguido por 92 horas por uma milícia fortemente armada. Dei cabo de todos eles, mas o projétil já havia sido disparado quando rompi a blindagem do BMPT-72 que me acertou. Com o impacto, fui arremessado de um precipício e perdi a consciência. E acordei aqui. É tudo o que sei.

*Ele se calou e aguardou novas perguntas. Não iria mais tentar adquirir informações. Tinha aprendido há muito tempo que pessoas satisfeitas falavam mais. Então, em silêncio, apenas seguiu a mulher com os olhos, esperando reação.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Out 01, 2015 12:51 am


- Estava imaginando que tipo de poder poderia ter feito isso com você. Devo admitir que deixei alguns soldados de prontidão para o caso desse inimigo aparecer procurando por você... Mas pensar que um Atlante com o cosmo que senti foi atingido por um projéteis construídos por humanos. *suspiro* Eu realmente pequei nas minhas expectativas em você...

Ela fala enquanto circunda Andrus...


- Agora me diga que é o responsável por essa afronta ao nosso povo? Quem são seus perseguidores? Porque eles estavam o perseguindo? De onde você vem? Quem é você? E o mais importante. Qual o nome do incompetente do seu Mestre?

Lady Iridh fez uma pausa ainda encarando o Rapaz...


- E por favor seja sincero e aberto.... Sua arrogância camuflada em cautela, e seu desejo de ter o controle da situação estão começando a me dar dor de cabeça...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Sab Out 03, 2015 1:05 am



*Andrus se voltou, acompanhando a mulher que o circundava. Seu olhar não descuidava do rosto dela nem por um segundo. Ele a seguia, e então, notou a decepção da mesma. Andrus então lhe lançou um olhar obliquo, como se a estudasse e decidiu por algo.



Ele se moveu, voltando o corpo para frente quando necessário, nunca deixando sua nuca exposta em relação à Lady Iridh. Só então respondeu:*


- Acredito não ter sido claro nas minhas sentenças. Dei cabo de todos eles, foi que o anuí, além de ter dito que o impacto me lançou para trás, após uma fuga de muitas horas. Mesmo poderoso, meu corpo precisa de descanso e sustento, o que quer que a senhorita afirme que eu seja. Quanto às expectativas colocadas sobre minha pessoa...

*O assassino a encarou friamente, como se nada pudesse tirá-lo daquela posição pétrea.*



- Eu não me importo.


Não me importo com o que pensa que sabe sobre mim ou sobre o armamento dos meus inimigos.

Não importo como minha postura lhe parece.

Não me importo se vai tirar minha vida aqui e agora. Se quiser respostas, dê-me as minhas primeiro.

O que é um Atlante? Quem é você e de onde você vem? O que é Kalosis e quem são aqueles que me trouxeram até aqui? Responda minhas dúvidas, as tais que estou indagando desde que recobrei os sentidos e então terá suas respostas.


*O olhar frio persistia, como se ele não soubesse olhar de outra forma, como se o frio fizesse parte do interior dele. E para encerrar suas indagações, ele soltou a frase, como que abrisse uma negociação:*

- Ou pode ficar muda e me matar. De qualquer forma, se eu não encontrei nenhuma brecha na defesa, irei morrer cedo ou tarde. Então, não faz diferença. Pelo menos, não para mim.


Mas parece fazer para você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Seg Out 05, 2015 8:18 pm

Iridh escuta tudo que Andrus diz, Ela parece estar um pouco triste ou incomodada....



Quando ele termina ela abre os olhos e responde...


- hmmm... Queira me desculpar, eu cometi um engano...

Essa é a ultima coisa que Andrus ouve antes de ser golpeado pelo lado esquerdo. Seu seu braço quebra de imediato e parte de suas costelas trincam com o impacto, Seu corpo atravessa a parede de gelo e ele começa a quicar na fina neve que vai ficando vermelha pelo caminho, mas ele para abruptamente por algo que esmaga os ossos de seu ombro direito, Andrus ainda esta consciente, deitado olhando para o céu vê Iridh olhando para Ele de cima. O braço quebrado é quase esquecido pela dor de seu ombro esmagado pelo pé da Lady Armeira, que prossegue falando...


- Eu estava tratando você como um Atlante capturado... Mas você não é isso, não mais, você é só Um filhote adestrado pelos humanos, um cavalo que segue as ordens do chicote. Gado que corre no corredor do abatedouro se se incomodar em saber o porque...  

Uma estaca de gelo brota do chão atravessando sua perna, levando o rapaz para o alto, quando esta a algumas dezenas de metros Andrus consegue ver do alto que está num enorme bloco de gelo, uma calota polar com uma base no centro rodeadas por outras.

Lady Iridh aparece ao seu lado como se estivesse voando, outro golpe que ele não vê chegar, o impacto faz com que a sua perna se rasgue do pilar de gelo que o ergueu

Ele é atirado no Oceano a dor que sente quando a água salgada e gelada bate na carne retalhada em seu corpo é indescritível mas logo um pedaço de Gelo do fundo o levanta de volta para a superfície onde Iridh o esperava.


- Então vou tratá-lo Como os Seres humanos fazem, pela dor! Quem sabe assim até um animal como você possa ouvir e entender minhas palavras.

Uma nova estaca brota dessa vez na outra perna, Andrus sente se Fêmur se partir


- Eu não perguntei se você tinha matado seus perseguidores ou não, perguntei quem eles eram.

A estaca some e agora perfura sua bacia, saindo pouco acima da coxa. Em cada ferida era deixado pequenos pedaços de gelo que o calor do corpo não conseguia descongelar, o que só mantinha ainda mais a dor.

- Eu não perguntei se seu débil treinamento o torna incapaz de repelir um pífio projétil humano. Perguntei o nome do idiota que deveria ter lhe ensinado a repelir isso.

Uma nova estaca o ergue junto a anterior perfurando seu fígado, mais um golpe, sua clavícula parece esfarelar, junto com sua mandíbula ele se choca com a parede do Kalosis, suas Costelas não resiste ao impacto e se quebram perfurando o pulmão direito. Ele cai num piso de gelo, está prestes a perder a consciência... Quase não sente mais dor. Iridh coloca o pé em seu pescoço, e fala com o mesmo tom de calma e serenidade.

- Agora que tenho sua atenção, permita-me falar como as coisas funcionam. Você é um Aprendiz, um cumpridor de ordens, a diferença da sua vida anterior de marionete dos humanos é que você só obedecerá a mim, ou a quem eu ordenar que obedeça. Mas isso é claro, só quando perceber que não é mais um boi de abate dos humanos, e sim um guerreiro valoroso, que tem um ideal e um objetivo no qual arriscaria sua vida. Um Atlante, falando resumidamente.

Ela aperta o pé no pescoço de Andrus, sua vista começa a escurecer mas não antes de ouvir as ultimas palavras da Armeira.


- E para o seu próprio bem, é melhor começar a se importar...

Ela torce o pé Andrus sente as vértebras do seu pescoço se partirem.

Tudo fica escuro


O rapaz desperta sentindo uma falta de ar, tenta se mexer mas parece preso, percebe que está dentro de um bloco de gelo grudado na parede. Quando coloca um pouco mais de força se liberta. caindo no no chão, ele parece estar num quarto, mas diferente do outro não há ninguém sentado o esperando, a sua frente uma mesa com algumas roupas e um bilhete em cima de uns livros, olhando para as roupas, Andrus percebe que está nu e que seus ferimentos estão curados.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Out 08, 2015 12:00 am

*Ele sabia. É claro que ele sabia. Era claro que esperava por aquilo. Desde que acordava, contava com sua morte. Contava com um ataque letal vindo daquela mulher que até então tinha se mostrado totalmente evasiva.

É claro que nada poderia tê-lo preparado para uma investida tão cruel. Assim que sentiu seu braço se quebrar e o contato com o solo gelado, ele começou a se concentrar. Sabia que não conseguiria sequer tocar a mulher, mas não era isso que o preocupava.*


– Vísbendingar... Óumdeilanleg - Absolute Zero! (Prova Incontestável – Zero Absoluto) *

*Após o uso da Prova Incontestável, ouviu o questionamento da armeira. E obviamente, pela indignação da mesma, ficou claro uma coisa: O que quer que fossem Atlantes, aquela mulher se importava muito com eles.

Foi então que subiu. A estaca de gelo atravessou sua perna, mas perfurou menos do que deveria. Afinal, com todo o gelo que estava ali, isto facilitava seu trabalho. Não impediu o ataque, mas ficou menos ferido com o golpe.

E ela prosseguiu com as falas, mas ele foi atirado ao oceano. E isso fez com que pudesse pensar um pouco, antes de mais uma estaca erguer-se. Desta vez, usando os **Handtaka Stoðin (Pilares da Detenção), Andrus pode prever onde a estaca iria surgir e jogou seu corpo, para evitar algum dano mais letal. E então, foi novamente erguido.

A mulher prosseguiu falando e repetiu a pergunta. Andrus, desta vez, não viu por que não responder:*


– Grobshik... Undertakers… Foram eles…

*O flagelo prosseguiu e mais uma pergunta foi feita. A dor dos ferimentos começava a se intensificar, visto que ela continuava golpeando a bacia e o pulmão de Andrus, mas o gelo em volta dos mesmos criava o efeito de uma parca defesa em Andrus, protegendo-o das investidas cruéis de Lady Iridh com pouca, mais alguma eficácia.

Ela perguntou novamente e novamente ele respondeu:*


– Aaaaadel… Adel… Adel Kush…Kushihara...

*E então chegou o momento esperado. Ela se aproximou dele e fez um discurso sobre obediência. Uma perna ferida. A outra empalada. Um braço quebrado. Um ombro deslocado. Costelas partidas.

Mas ele ainda tinha o braço direito.

Ela bazofiou sobre o desafio dele e colocou o pé no pescoço de Andrus. E Iridh clamou sobre Atlantes novamente, sem explicar sobre eles, apenas os enaltecendo. Ele tinha segundos. Só tinha uma chance.

E foi o que fez.*


– Komma Springa (Ponto de Ruptura)

*Andrus dobrou os dedos indicador e médio do seu braço direito e quando a mulher terminou a bravata, mergulhou os dedos no tendão peroneal de Iridh, o tendão na parte traseira. Com o choque, ela sentiria dor e a pressão aplacada seria menor. Menor o bastante para que ele dissesse uma última frase:*

– O-obri-ig-gado pe-pelass r-re-espos-tas.

* Então escuridão. E ele despertou, sentindo-se preso. Forçou os braços até se libertar e caiu no quarto. Vendo roupas e se notando sem elas, as vestiu. Já não mais se preocupava em saber coisas. O jogo deles era este. E sabendo quais eram as regras, Andrus podia também jogar.*

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Out 20, 2015 5:12 am



A Roupa era semelhante a de Joseph, um traje militar. Andrus ao vesti-lo se sentiu mais confortável e aquecido, porém sem a limitações de movimentos comuns em roupas de inverno, Botões duplos, tecido bem resistente, porém flexível, era algo realmente criado para combate. No braço direito um tridente bordado, do esquerdo a figura de uma criatura, um tipo de monstro com 4 olhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Out 22, 2015 8:45 pm

*Então, eles eram milicianos, foi o que pensou quando vestiu o traje que ali havia sido deixado. O assassino notou as gravuras e vendo o tridente em uma das mangas, logo fez ligação ao símbolo do Deus mitológico Poseidon.

Ele conhecia sobre o Deus dos mares, Adel tinha lhe falado dele. Os cultos a Atena tinham sido o foco de seu treinamento inicial, mas agora se deparava com outro tipo de culto. O culto a Poseidon parecia agressivo e muito mais perigoso que os atenienses ou mesmo que a Black Knights.

Decerto, sua habilidade latente de controlar o Zero absoluto tinha deixado os milicianos de Kalosis interessados. Iridh parecia muito disposta a controlá-lo, mas quem não estava desde que ele aprendera sobre o cosmo?

Suas conjecturas o levavam a pensar que talvez estivesse mais seguro de seus perseguidores neste lugar devido à devoção ferrenha daquela mulher ao que quer que fossem Atlantes, mas para ele, segurança era um termo relativo. Mas com os perseguidores mortos, outra preocupação vinha à baila: Aquela chamada de Lady Iridh.

A mulher que reclamava sua obediência por ter salvado sua vida e o espancado depois. Exatamente como os Undertakers tinham feito há anos atrás com ele e com Leila.

Suspirando, Andrus tomou o bilhete nas mãos e decidiu ler o que continha. Quem sabe, instruções do seu próximo alvo ou de quem deveria avaliar para relatório. Já não esperava por liberdade. Já não esperava por decisões. Aguardava ordens, como tinha que ser.


– ...


Última edição por Andrus de Kraken em Ter Dez 08, 2015 8:58 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Seg Nov 30, 2015 9:13 am

O bilhete só tinha escrito de um lado a palavra "IDIOTA" varias vezes com um desenho no canto.


No outro lado tinha escrito algo que fazia mais sentido:

"Perdoe Marie, ela estava muito preocupada, muitos esquecem que é difícil para alguém de fora entender nossa forma de viver, peço desculpas por tudo, mas você foi um pouco idiota sim, por não ter me ouvido. Tomei a Liberdade de separar alguns escritos que podem tirar suas dúvidas. Se quiser conversar eu estarei na biblioteca, é só perguntar para o vigia na porta. Estou responsável por você agora, então quanto antes começarmos, melhor!

ass: Joseph "

Os escritos pareciam bem antigos,contavam sobre Poseidon e seus exércitos. Detalhando o Oceano Ártico e seu General. O poderoso Kraken.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Ter Dez 08, 2015 9:07 pm

*Ele leu o bilhete com um suspiro curto de impaciência. Ela, a menina era inconsequente o bastante para ofendê-lo. Ela não tinha conhecimento do que ele era?

Provavelmente.

Mas pouco importava. Ignorou as palavras dela e leu o recado de Joseph. Parecia algo que valia sua atenção. Informação. Algo que estivera esperando desde que acordara em Kalosis.

Ele se perdeu nos livros, lendo, absorvendo, entendendo.



Quanto tempo Andrus teria ficado lendo aquilo? Ele não fazia ideia, mas seria possível? Ele era o General Kraken desta Geração? Fechou o livro e se levantou resoluto. Estava na hora de conversar, agora a sério, pois um pensamento passou pela sua cabeça naquele momento e ele queria pô-lo a prova.

E se Adel soubesse sobre ele e por isto tentou o que tentou com ele? Andrus sempre fora uma arma, mas agora ninguém puxava mais seu gatilho. Abriu a porta do quarto, ignorando o vigia e procurou pela biblioteca, que achou sem dificuldade. Andrus avançou até Joseph e sem mais se importar, encarou-o:*




– Você quer conversar, certo? Então, vamos conversar. Comece. O que tem a reportar ao seu general?

*Se Andrus estivesse certo, ele realmente era o Kraken. E se ele realmente era o Kraken, disciplina era o mínimo que ele esperaria de suas tropas.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Dom Dez 13, 2015 9:43 pm

por um instante Joseph olha para Andrus com uma fisionomia surpresa, mas logo volta a tecer seu calmo sorriso.


- Desculpe, você veio com essa conversa tão de repente que me pegou desprevenido.

Ele se levanta e guarda o livro que estava lendo na estante.


- Você não é meu General Andrus. Se leu o que lhe enviei, sabe que essa palavra é muito forte. Não a use de forma tão leviana. Você é um candidato sim, gosto da sua motivação, mas até que Lady Iridh decida, ou melhor até que você resista pelo menos 5 minutos na presença dela sem ser engolido pelo seu cosmo e desmaiar, você só é um cadete como todos os outros. Venha, vamos lá para fora, como disse na carta serei o responsável por você. Alguma outra dúvida?  

Eles seguem pela enorme biblioteca. Joseph fica em silencio aguardando algum questionamento vindo de Andrus...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Dom Dez 13, 2015 9:57 pm

*Agora, ele finalmente entendera. Ele era um cadete, ou seja, mais um soldado. Mais uma vez um soldado. A sua habilidade bélica era relevante o bastante para ser considerada útil para os marinas e mesmo assim, era considerado um candidato a Kraken.
Mas aquela informação era nova. Resistir? Ela o tinha espancado. Mas era estranho, ele não tinha marcas e não parecia ter se passado muito tempo, agora parando para pensar.*


– O que Lady Iridh fez comigo? E qual seu cargo entre os marinas? Para saber como me portar aqui, quero conhecer como Kalosis funciona, Joseph.

*Ele ainda não entendera o que estava fazendo ali e nem o que Lady Iridh tinha feito com ele, mas parecia que aquele era o lugar onde ele passaria o resto do tempo em que tinha planejado depois de fugir dos Undertakers. Então, pretendia saber o que fazer, para não ser debilitado de novo.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qua Dez 16, 2015 10:53 pm

Joseph prosseguia caminhando enquanto tirava as dúvidas de Andrus:

Joseph - É uma boa pergunta. Lady Iridh é uma casta muito superior, estando abaixo só do Supremo General e lógico do nosso Imperador Poseidon. Ela domina tudo que o Oceano Ártico toca. ela também é guardiã de nossas Leis e regimentos.  Quanto ao que aconteceu com você é meio complexo explicar... Digamos que o poderoso cosmo dela foi uma pressão grande demais para você. Ela sentiu um grande potencial em você, mas parece que te falta a confiança e o controle, por isso você desmaiou na presença dela, como sua mente não consegue processar essa carga, então ela cria uma fantasia para preencher o vazio, geralmente baseado em experiencias antigas que causaram algo semelhante em seu corpo. Não sei o que sua mente usou para substituir a sua perda dos sentidos, mas não foi real mesmo você tendo demorado alguns dias pra se recuperar...

Joseph termina de explicar e para diante de uma porta

Joseph - E por fim o funcionamento de nossa fortaleza: Como eu disse você é um candidato a ser o Novo General Kraken, isso não significa somente que Nossa Lady armeira acredita nas suas habilidades, mas que também confia no seu cosmo. Eu não sei de onde veio , mas você é bom Andrus. Mas Lady Iridh disse que para ser digno antes você tem que recuperar as coisas que lhe tiraram. Sua confiança em seus irmãos, e em sí próprio... Eu não entendi, mas ela disse que você entenderia. Só tenha uma coisa na sua mente, Você não é o único candidato. Então vamos começar!

Ele abre a porta e Andrus pode ver a imensidão do Kalosis



Logo a frente um grupo treina arduamente. Joseph volta a falar.

Joseph - Diferente deles Lady Iridh quer que você tenha foco nos estudos e nas meditações. tem alguns bancos na borda que serão ótimos! a visão do Oceanos é realmen....



Cadete - EI JOSEPH! ESSE AÍ É O BLOOD ICE?

O tom de deboche vinha de uma dos cadetes que treinavam alí.


Joseph - E como em todos os lugares tem sempre um encrenqueiro que gosta de tirar uma com os novatos... ELE ESTÁ COMIGO AVILAK! CONTINUE SEU TREINO E NÃO NOS INCOMODE!


Avilak - Mas eu só quero conhecer o Carinha novo!!!

O cosmo dele era muito forte, Andrus podia sentir um ataque vindo a qualquer momento da parte dele. Isso mesmo eles estando pouco distantes

Avilak chega até onde os dois estão


Avilak - Então calouro! Quem é você e o que quer aqui!?!?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Andrus de Kraken
General Marina
General Marina


Mensagens : 21
Data de inscrição : 11/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Dez 17, 2015 12:02 am

*Finalmente estava tendo informação. Parecia que tudo estava explicado agora. Ele realmente era um soldado, mas tinha potencial para ser algo mais. Ele ouviu atentamente a explicação sobre Lady Iridh e ficou impressionado. Ela apenas mandara sua intenção para cima de Andrus. E ele fraquejara. É claro que na presença dela, seu cérebro iria lembrar do treinamento e das mortes. De toda a dor e dos tiros e cortes. Aquilo tinha sido apenas uma intenção. Ela... Odiava os humanos, tanto quanto ele. Tinha sido resgatado por alguém que o considerava família e nutria o mesmo ódio que ele. Não, era bom demais para ser verdade.



Joseph terminou de explicar e parou diante de uma porta, a qual Andrus também analisou. Ele ainda não era o Kraken, mas era um candidato a isto. Só faltava ver quem teria de matar.

Pelo que tinha lido, a armadura amplificava o poder do Marina que a usasse, além de servir para dar-lhe um exército. Ambas as coisas pareciam úteis, além do poderio sobre as leis. É claro que conhecer o artigo das leis parecia essencial.

Ele adentrou com o olhar perdido a paisagem, lembrando com exatidão de quando vira aquilo de fora. Sua mente juntara os eventos quando ele estava com Lady Iridh e ele vira a paisagem gélida enquanto caía e perdia a consciência.



Diante daquilo, recuperar a confiança e talvez poder alcançar sua vingança pareciam atrativos o suficiente para que abaixasse um pouco a guarda. Mas só um pouco.

Joseph explicava sobre a meditação, o que seria bom para por os pensamentos em ordem, quando Andrus ouviu a imprecação. Joseph advertiu o estranho e Andrus sentiu seu cosmo, mas mesmo assim, o candidato à Kraken não se intimidou. Pôs a mão em direção ao peito de Joseph, num sinal de que estava tudo bem e deu um passo a frente.



A pergunta clássica que se usa para intimidação. Tão sem criativade. Avilak era o nome dele. Ele era forte. Mas não parecia ser muito inteligente. *


– Você pode me chamar de Blood Ice, se quiser.

Estava pensando em caminhar até os bancos da borda, até um imbecil perguntar o que eu faço por aqui.

Se você o vir, Avilak, pode dizer para ir para o inferno?




*Pronto. Ele dera o pontapé inicial. Agora ele esperaria a bravata de Avilak, seguida de um ataque furioso e uma possível convocação de pessoas dos arredores que o temiam por sua força. Fazia tempo que não ocorria o clássico. Até que era... Divertido.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin


Mensagens : 53
Data de inscrição : 10/09/2015

MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   Qui Dez 17, 2015 8:29 am

Exatamente como Avilak esperava, Andrus retrucou o insulto. Um dos cadetes começa o burburinho.


Anhi - Eeehhhhh?!? Parece que o novato está requerendo a Tandh, Avilak!  


Cadete 1 - Eu ouví tbm!! O Blood Ice desafiou Avilak!


Marie - Então alguém vai fechar a boca grande do Avilak?!!? Você é menos idiota do que eu pensava Andrus


Joseph - Nada disso!  Anhi! Marie! Parem com isso!! Eu não vou permitir que vocês se aproveitem da ignorância do Andrus e deturpem nossos sagrados Rituais de combate! Não podemos invocar a Thandh porque não somos Marinas! Avilak provocou Andrus e ele respondeu! Só isso!


Logo todos os Cadetes estava exitadíssimos com a possibilidade do combate entre os dois. Joseph discutia com Anhi e Marie. Os outros continuavam gritando "Tandh" sem parar. Avilak só estava calado, encarando Andrus com um sorriso desafiador. Até que um forte e incomodo zumbido fez todos se virarem para a fonte... Olhando para cima Andrus reconhece a Pequena criaturinha Alada que lhe pregara uma peça quando foi se apresentar a Lady Iridh. Zell era o nome dela se não estava enganado...


- Vocês estão Atrapalhando a Leitura de Lady Iridh! Treinem em Silencio!!!

A pequena fada fala com autoridade! Andrus percebe que Todos se calam quase que instantaneamente, Ela parece ser um tipo de porta voz da Própria Lady Armeira. Joseph quebra o Silencio.


- Todos sentimos muito Zell, diga a Lady Iridh que isso não acontecerá novamente!



- Isso mesmo Zell, e aproveitando poderia informá-la que eu e o Novato vamos fazer um "exercício de combate"?


-Eeeehh! Vocês já vão lutar um contra o outro tão cedo? Ok vou avisar Lady Iridh, não façam nada até eu voltar com a permissão dela.


Joseph - Não Zell! Espere! não vai ter luta! não incomode Lady Iridh com essa bobagem!! Zell!! ZELL!!

Era tarde demais, a Siren já tinha partido para informar sua senhora.


Joseph - Você é um imbecil Avilak! porque está incomodando Lady Iridh com isso!! Sabe que ela nunca vai permitir esse tipo ação!  só esta se exibindo!! Acha que essa atitude infantil vai te fazer ganhar algo!



- Lady iridh quer saber quem é digno de ser o novo General. Mas não é só isso! Sem o Dragão Marinho nós não temos um supremo General. Quem você acha que comandará todos os exércitos do Imperador? A Filha do Senhor Solo?!? Hahaha! Não! Será o Juiz de Atlântida! É melhor decidirmos logo quem é o melhor, para que Lady Iridh concentre seus esforços no verdadeiro escolhido! E eu sei que ela pensa o mesmo, Você não concorda Novato?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ssarpg.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
EU SOU A LEI! EU SOU A JUSTIÇA!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Nova Liga da Justiça
» Novos membros para a Liga da Justiça Internacional
» Justiça contra justiça.
» § Gangster Boys - Missão Narrada Externa para Fellp D. Oliver §
» Lex Talionis – Justiça e Vingança

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SAINT SEIYA AROUSE :: ATLANTIDA :: Kalosis-
Ir para: